quarta-feira, 26 de agosto de 2015

A palavra ficou suspensa...


... porquanto foi ignorada no tempo em que os anjos falavam.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Qualquer campo trará inveja à cidade...

... pois esta, colheita alguma fará.


sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Le retour...

... il est si bon.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Correr o pano...

e fechar a porta.

sexta-feira, 27 de março de 2015

sem desistências.

comigo, é sempre a subir.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

à árvore que não queria morrer...


... anunciou-se a morte num espelho.

sábado, 22 de novembro de 2014

o Inverno?


...não darei por ele.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

escolheste morrer, Outono?

e quando, num instante, o Outono morrer...
rumaremos à Primavera.

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

a luz?

pode ser a escuridão... 
e nela, ver a claridade.

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

on a rainy day...

no rainbow.

terça-feira, 18 de novembro de 2014

Close to me...

... Diria Mr. Robert Smith.
                                   

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

dolente e suave...

o campo seca num Outono suspenso... e secam as palavras.

sábado, 15 de novembro de 2014

Porta 19

   Ali.

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

berço da terra dos sonhos


                                           
uma imagem. mil histórias.
 Ouvem-se num berço.
 E inventam-se. Dizem.

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

«fontainices»

a lebre pensava o mesmo.

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

passage scellé.

aprés sous-estimation.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

l'(a)mur

un mur m'a dit.

sexta-feira, 7 de novembro de 2014

silêncio.

esvoaçar entre silêncios e sombras. 
ouço e faço ouvir murmúrios de tudo ou de nada.  

quinta-feira, 6 de novembro de 2014

aberta.

será sempre uma porta aberta. dia e noite.


quarta-feira, 5 de novembro de 2014

passagem.

a passagem do vento. o abandono.